Comportamento Curtinhas Vida
É preciso cautela na hora de doar.
1 de dezembro de 2017
0

Eu desconfio que a ideia atual que temos de altruísmo tenha surgido da ingratidão.

Creio que isso tenha se tornado uma maneira de acalentar a quem pratica o bem, a caridade, a doação e costuma não receber patavinas em troca, exceto maledicência, desprezo e chacotas.

Eu sei que o tema é complicado e envolve muitas situações e nuances, mas penso que há um certo “lugar comum” nessa discussão, que aponta para o mote do texto.
Podemos, por exemplo, dizer que há pessoas que se comprazem em se doar, em atender as demandas alheias e que por sua vez, há pessoas que não conseguem, não podem ou não querem por si sós, exterminar essas carências, criando assim, um sistema vicioso e de extrema dependência.
A origem disso pode ter se dado muitos e muitos séculos atrás, onde a escravidão e a discrepância de fatores sociais eram muito mais segregativos que hoje em dia – pelo menos hoje há uma certa observação e fiscalização sobre eles, o que disfarça bem a existência destes fatos – o que pode ter sido confundido com o fato de sermos naturalmente gregários, interdependentes.

Dependência não significa escravidão. Cada um de nós temos responsabilidades, deveres e direitos mas não é raro nos depararmos com situações onde sentimos que estamos fazendo demais; por dois, três, dez pessoas, quando na verdade estamos deixando de fazer o que realmente importa, que é satisfazer a nossa vontade, deixar brotar e viver o nosso próprio eu. Agir em detrimento de si “apenas” para ver realizado o desejo do outro, nem sempre é um gesto bonito,de amor. Muitas vezes é fuga, transferência de expectativas e é ai que a vida vai escapulindo pelos dedos.

#textos #curtos #curtinhas #filosovida #filosovidareal #flaviodaluz #israelalmeida

About author

Flavio da Luz

Itens Relacionados.

aca56a8ec2d620361013f888b72d5aeb

Atitudes falam mais que palavras

Leia mais.
b4d9d0446572c5dc7550e04ab3c70f2a

Escuridão que ilumina

Leia mais.
mudar-1

Leia mais.

There are 0 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *